segunda-feira, 31 de dezembro de 2007

Top 10 filmes de 2007

1º - Tropa de Elite (BRA) Dirigido por José Padilha
2º La Môme (La vie en rose/Piaf - Um hino ao amor, FRA/ENG/Czech Republic)
Dirigido por Oliver Dahan
3º Desejo e Reparação (Atonement, ENG/FRA) Dirigido por Joe Wright
4º 300 (EUA) Dirigido por Zack Snyder
5º - Encantada (Enchanted, EUA)Dirigido por Kevin Lima
6º - Ratatouille (EUA) Dirigido por Brad Bird 
7º - Sweeney Todd - O Barbeiro Demoníaco da Rua Fleet (Sweeney Todd: The Demon Barber of Fleet Street Tim Burton, EUA/ENG) Dirigido por Tim Burton
8º - O Ultimato Bourne (The Bourne Ultimatum, EUA/ALE)Dirigido por Paul Greengrass 9º - O homem que desafiou o Diabo (BRA) Dirigido por Moacyr Góes  10º - Um Verão para toda vida (December boys, AUS/ENG/EUA) Dirigido por Rod Hardy 

terça-feira, 18 de dezembro de 2007

Post para pirraçar Felipe

South park é melhor do que Os Simpsons

O White Album é melhor do que o Sgt. Peppers

Friends é muito melhor do que Seinfeld

O Dois é melhor do que o Quatro estações

Kaiser Chiefs é melhor do que Arcade Fire

Employment é o melhor álbum de sua geração [até agora]

V for Vendetta não é tão bom assim

Seresta é melhor do que rock

Argentina sucks!

Deus existe [huaihiuhauhiauhah.. tá.. esse foi brincadeirinha]

Etc [se houver]

segunda-feira, 17 de setembro de 2007

Você já olhou seu Orkut hoje?

Por que essa necessidade que temos de se mostrar? Talvez uma tal auto-afirmação, como disse Antônio.. Delano {no vídeo do KPL}? Por que queremos nos mostrar para os outros? A verdade é que estamos sempre querendo chamar a atenção alheia. As crianças, em especial, são assim. Elas praticamente vivem disso. E esperneiam, gritam, estribucham no chão apenas com vistas a esse fim. E nós, "adultos".. crianças crescidas, para melhor dizer, o que fazemos? Fazemos Orkut, entramos no MSN todos os dias, como algo sagrado, nossa nova oração diária. Atualizamos nossa mensagem pessoal de acordo com nosso estado de espírito, inventamos nicks escalafodéticos para nos descrever e dispomos de centenas de avatares, para, sempre que possível, mudá-los de acordo o interlocutor.

Já disseram: Tu és o que tu pões no "quem sou eu" de teu perfil (Ou será que a frase era 'lá está o que tu queres mostrar que és?' Bem.. não me lembro agora..). Mas se esse for o caso – qualquer um dos – eu sou a inconstância em pessoa, pois aquela poha tá mudando quase que semanalmente.

O costume do mexerico é o mais antigo do planeta, o encontramos praticamente em todas as civilizações passadas e existentes. Gostamos de saber da vida alheia, afinal, what´s Orkut about after all?, contudo, gostamos muito mais que os outros fiquem sabendo da nossa (não tudo, evidente). É por isso que lhes dispomos as mais recentes fotos em nossos álbuns, para isso que temos comunidades como "Namorada dorminhoca" ou "Compre um gato e seja feliz"¹, por isso cuidamos de flogs e blogs, uma vida dentro da tela. E se tu fores um meio quase megalomaníaco como eu, tu inventas até um Kakaroto´s Public Life, o projeto mais infame já concebido.

Estamos mais sozinhos e mais juntos ao mesmo tempo. Só, no meu quarto, às duas horas da manhã, eu tenho a companhia de inda quatro contatos.. duas janelas abertas. Bate três horas, uma janela aberta e só dois contatos on. Quatro da matina.. noone on. Vejo-me agora completamente só. Desespero. Tenho medo de ficar sozinho. Vou rapidamente ao filho primogênito de deus pai Google.. sem recados. Daí, fico vendo as novas atualizações de meus "amigos". No donut for you. Cai a veloche. Sem net. O que fazer? Ficamos só eu e Tom Zé com sua Augusta, Angélica e Consolação no MerdiaPlayer. Pergunto-me se irei conseguir dormir tão cedo. Qualquer coisa recorro ao meu velho Homero de bolso – que nunca hei de terminar. Do lado da minha, a outra cama está vazia, deve já fazer uns seis meses que meu irmão não dorme mais comigo. É.. nesses momentos bate aquela velha solidão. Mas logo acaba. A duas páginas e meia de Ilíada é batata.. chega o sono e com ele mais gente pra gente interagir.

Ó canto das Ondinas.. se pudesse, construía uma casa grande e botava todos meus amigos pra morarem comigo. Ê lelê.

P.N.P.O.C.P.S.P.P.R.F.P:Mesa Redonda_______________________
¹ O gato tem sete vidas, assim tu vais cuidar das vidas dele, e deixa a minha em paz.

segunda-feira, 3 de setembro de 2007

Kakaroto´s Public Life

Sumido? Eu? Ih..meu filho.
Abandonado? O blog? Deu-se a melodia.

Olha, para todos q reclamam [não sei em q fundamento] de um tal sumiço meu.. lembro o seguinte: moro inda no mesmo lugar, anotem aí: Av. Ivo Freire Aguiar, 1120, ed. Marcos Britto, ap.102, bairro Candeias. Anotaram? Pois bem. É só tocar, ou gritar na segunda janela de baixo pa cima à esquerda "Kakaroto!". Sim, estou ainda sem celular. E não, não acho q precise de um para ser gente. In fact, até estou percebendo que dá pa ser gente normal e viver sem ele.
Quanto aos los míos, memoráveis lerdo-enganados, nem vindo aq e esperando 15 minutos na porta deu jeito, han.. Mas não tem problema. Ainda hj mesmo, faço a cópia da chave e sorteio um pra ser o portador. Da próxima não tem mais erro.

Hoje não vim à passeio, nem pa falar de algo profundo, quero apenas divulgar:

Concebido. O que era protótipo está em fase quase acabada. O projeto kakarótico mais infame já produzido. O grande irmão pioneiro conquistense. Uma idéia famigerada que tem tudo pra dar errado. O contrário do que muita gente quer (me refiro àqueles que começam a namorar e apagam o orkut}. Vídeos que falam do acaso, do lerdo engano de cada dia. Um programa sobre o nada (plágio de Seinfeld?). I present to you:

kakaroto.com.br

Mister é q lembremos q não se resume apenas ao "nada", mas a reunião definitiva, com apenas um clique, de todo o enlameado-sem-perdao, isto é, as coisas kakaróticas da net (os blogs, os flogs, os videologs etc), além de periódicos, poesia da semana e album para downloadar, escutar e apreciar da semana..

Enjoy!

E o site Melhores Filmes para Download by Kakaroto tb está com novo endereço:

filmes.kakaroto.com.br

Enjoy!

Xêroxêro.

quinta-feira, 19 de julho de 2007

Comunicado

Comunico que estarei off pelo resto do mês.. tenho mala e mochila prontas.. parto ao nascer do sol para a minha reclusão voluntária e deliberada.. ficarei em regime de miojo e suco de caju [daqueles engarrafados].. sem net, sem tv, sem telefone.. apenas o dever e como passatempo, alguns livros [tal qual Werther, meu Homero de bolso], 2 partes da folha de são paulo [pq usaram o a tarde para embrulhar porcelanas da mudança protelada] e, evidentemente, minha meia garrafa de domecq para assessorar-me nos domingos invernosos..

Apenas cinco pessoas terão conhecimento da localização de minha clausura, portanto, desencorajo ligações.
Quanto aos assuntos mal resolvidos, assim que retornar me dedicarei a todos os desígnios [inclusive os emails não respondidos].

Rezem por minha sanidade. Wish me good luck.
Espero ver a todos no retorno.

Desde já.. au revoir.

quinta-feira, 28 de junho de 2007

Fique na sua, Muzenza..

É, relaxa e goza, como poria a querida Marta do Lula. Relaxe que não é por que tudo é conflito que a hakuna matata life style deixará de vigorar. Deixe chover, claro..isso é inevitável..ora bolas.. Quem com poder humano seria capaz de fazer parar a chuva? (pelo menos não com a tecnologia de hoje).. Mas se temos condições de abrigo, seria sensato dizer “deixe molhar”? .. ora.. Se não queres que te molhes basta que faças o que tiver a teu poder.. Simples assim.

Com esse negocio de conformação é que eu não posso, nem concordarei. Resistência até o fim aqui tu encontrarás. Não é só por admirar aqueles que ficaram mártiries, ou os militantes bem conceituados [para a esquerda, lógico] do passado, num é desejo de ficar pra história como ativista comunista. Procuras sempre intenção em tudo, han..? Ah..meu povo.. Nasci no Brasil pós-ditadura [“e no entretanto”, auge da corrupção], estamos na era dos interneta, na qual Deus se chama Google. Sou um quase-ninguém, nunca articulei um seqüestro de embaixador.. Nem sequer ajudei a denunciarem o PT pelos outdoors de natal aqui em Vca..nada. Minha militância restringe-se a umas duas passeatas e badernazinhas contra aumento da passagem de ônibus e contra a reforma universitária.. Uso meu nariz de palhaço de dois em dois anos nas eleições e só. Nosso MLB – Movimento para Libertação do Brasil – (em, Daniel?) ficou mais engavetado do que vai ficar o processo de cassação de Renan Calheiros.

Não há necessidade de ufanar-me com nada. Pra que ter pressa pra ser alguma coisa? Meu comunismo de antigamente já não é o mesmo. O Marx da universidade não é o mesmo Marx da escola. Alguns colegas meus, mesmo os de Direito, mesmo os de esquerda, já começam a me falar mal até de Ruy Barbosa. Por tanto, não sei de mais nada. Só sei que resisto. E de novo, quem pensa que o que há em mim é pretensão de querer ser um Fernando Gabeira, um Pedro Simon, um Jéferson Peres, está enganado, pai. Não nego que me espelho em muito nos caras.. Respeito e, como nacionalista, sou muito grato a eles. (Eles são a resposta imediata àqueles que dizem que só tem corrupto).

Inda assim, não deixo de afirmar que sou da resistência. Desde guri que brigo com o catequisador e fujo do seminário, desde criança que repito a minha mãe que não vou usar esse terninho pra aí pra encontro nenhum com aquela gente chata, desde pequeno que ofereço a palma da mão para o meu velho sem receio e sem culpa por saber que vou repetir a ação “faltosa” assim mesmo. Não são vocês mesmos que de vez em vez me chamam de o chato “do-contra”? Tudo bem..a alcunha não é importante. O caso é que a minha mania de resistência não foi construída do nada.. A maioria do mundo ta tão suja, tão fudida..que fica difícil acreditar que o todo-poderoso nos fez a imagem e semelhança. “E no entretanto..” e eu vou mudar o que com isso apenas me indignando? Mas, nego, eu não disse que eu ia mudar nada. [Pelo menos não eu só, com apenas um o máximo que dá pra fazer é um monólogo ou bater pueta] E afinal, há quanto tempo que Thomas More escreveu a Utopia? Hoje, a gente só lê isso pra se entreter com o clássico.. Mas se ao tempo que tu fala “Nunca adianta nada mesmo”.. Fico, pois, eu aqui, pelo menos na resistência.. E continuarei assim..pois vão sempre atacar por todos os lados, dirão mal da life style, e eu só direi “hakuna matata”, isto é, sem problemas..ou, como preferiu nossa querida Vv [digo nossa, porque a menina já virou se não questão de utilidade pública, utilidade de muitos..] “..com o traseiro no passado”, ao escolher a explicação de Pumba para o lema. Chamarão vagabundagem e picaretagem essa desculpa esdrúxula de viver à margem.. E eu, recorrerei ao direito que tenho sobre minha liberdade individual.. Usarão até a denominação insensível e aconselharão para que eu use de solidariedade, bom..para isso, usarei nada menos que a boa máxima depaula-renatólica: “Que se foda o resto, eu quero é o que é meu.”

Então é isso..ê lelê.. De nada adianta? Pois também não adianta.. Resistirei.. Resistiremos.

Poha..quase que eu num explicava porque eu mudei o título do brogzim kakaroto.. O que está aí em cima era só pa introduzir a explicação de agora, mas como não dá mais tempo.. Deixo pra outra oportunidade, mas antecipo um pouco e deixo a ressalva: Vós sabeis mais que ninguém que acho verdadeiríssima a afirmação de que toda generalização é burra. Por isso, ao lerem o título desta página, leiam: “Quase tudo, mas quase que muito quase mesmo, quase-quase tudo é conflito!”.. Este é meu singelo patrocínio e corroboração a esta máxima pronunciada por um professor da Uesb (do qual o nome ainda preciso investigar) numa das reuniões da Adusb em que estive presente, na qual tal professor fora até mesmo contrariado por sua afirmação por algum (a) mal-instruído, mas que nem por isso fica desprestigiado ao trazer-nos à reflexão algo desta amplitude, que desde então não tirei da cabeça, confirmando muito do que já sabia e me adicionando uma infinidade de possibilidades, o que não teve como ser de outro jeito, chegou-me a conclusão, que é ele, meus caros, sempre ele..viu pai, o conflito.. Que tá em tudo. [ou quase..]

{ Ah..sim.. Resisti, resisti.. e olha que ficou por tempo.. Mas acabei aderindo a antiga atualização que o Blogger fez no Html dos blogs [Deus Google é phoda]..aprendi então a usar os CSS direitinho e taí o novo layout, enjoy! Ah..claro.. Notaram algo diferente, não é verdade? Quase que não reconheciam o autor, foi assim? Pois então aproveito o ensejo para comunicar que voltei ao uso da tecla Shift.. Estou, oficialmente, abandonando [não totalmente] meu pernicioso hábito da grafia em letras minúsculas. Enjoy again! }

No mais, São João passou aí? Por aqui mandaram que me dessem pinga. E eu tomei. Entregue ao acaso. De resto: só a sobra. E as pessoas da sala de jantar? Nem conto..ficam prum próximo post. É isso. Quando tudo acalmar, celebraremos. Pois viva Caymmi! E viva a re-chegada do braço não armado da putaria nacional! Hasta.

*P.N.P.O.C.P.S.P.P.R.F.P (e Pra Não Perder O Costume Porque Se Perde Pra Recuperar Fica Phoda): vai uma fotinha..
V, congratulations! desculpe a pobreza da homenagem [acabou que ficou a pobreza referindo-se não só ao bolo que levamos, mas também à supra foto).. mas tu sabes que é tudo de coração, neh..? enjoy your entering in the twenty´s!, but know, it´s not that much.. tudo de bom na vida pra vc..muito chocolate, conflitos, amor e alegrias.. you deserve! E prometo caprichar mais noutra foto do seu niver..uma q tá tu sozinha de chapeuzinho..essa daí ficou tosca porque quis testar o efeito da borda queimada..deu pra perceber que era pa parecer queimada?..ah..nevermind.. xero e parabens!

quarta-feira, 6 de junho de 2007

o mundo já tá cheio de poetas

essa foi pra mim..

“Hey amigo, pare de tentar impressionar o mundo
com essas coisas que 'cê pensa, faz ou acredita.
Sempre tem algum iluminado, desgraçado,
que já fez tudo isso e muito mais antes de você nascer.

Fique preparado pois é fácil te chamarem de idiota
sem ao menos conhecerem suas boas intenções.
É que o mundo já ta cheio de poetas e eles valem milhões.

O mundo já ta cheio de poetas
com idéias abstratas e concretas.

Hoje os pensadores tem carteira assinada e alguém
pra supervisionar e adaptar a sua produção.
Por isso se você quiser mostrar o quão filosofal
é sua arte é só mandar um currículo para televisão.

E além disso é bom ter compromisso, portfólio, book e carta de recomendação,
um empresário, um estilista um psicanalista e alguma atração pro povão.

Ainda acham o apogeu da psyché humana
respingar dez quadros e montar um acervo pr'uma exposição.
Andam escrevendo sobre o cara que matou a mãe
e com seu sangue escreveu no muro ‘meu time é campeão’.

Todos tem o livro autografado e o disco autografado
e a cueca autografada por todos seus gurus.
E se alguém disser que isso é uma besteira é pendurado na cruz com jesus.”

[super quase]

..ah sim.. e à vv tb..quem, para o pasmo dos senhores, conversou um dia comigo sobre esse mesmo assunto da música.. mal sabia ela que super quase já houvera se adiantado.

estou vivendo à margem. ponto.
bem.. sem querer fazer nenhuma apologia..não..longe de mim..eh sempre faça o que eu digo, nunca faça oq eu faço.. e tampouco ufanar-me com isso, mas o caso é que ando vivendo à margem.. minha vida hj está à margem.. ah.. sim, podem perguntar..por favor. mas há margem de que? ora, caros.. a margem disso tudo aew, desse environment around us.. desse meio confuso cercante.. desse agrupamento de pessoas submetidas a um regulamento comum.. a famigerada, sociedade. antes de explicar-lhes do que se trata [oq amiúde faz é confundir-lhes.. mas, repito, onde estaria a graça em ser simples?] adiantarei logo que sei de tudo, tudo que dizem e que dirão.. sei que esta não é definitivamente a melhor forma de conduzir a vida, sei que por isso a irresponsabilidade anda ao meu lado, e sei que em vezes isso pode acarretar em deixar um broder na mão.. ou ficar a enrroladura, típica kakarótica, mas enrolada do que já é.. e é por isso que escrevo, por isso estou a divulgar esta poha que muita gente já sabe e provavelmente não será novidade pra ninguém. reconheço todos os entraves existentes neste meu modo um tanto quanto leviano de levar a vida, no entanto não é meu desejo resolve-los, não é meu desejo achar a coerência, como se encontrava meu eu, posts atrás, quando relatei da irresolução a que estava diante do dualismo schopenhauer-jah.. assim, quero apenas prevenir os desapercebidos que ora vêm me..hum.. “encaminhar”.. e, claro, avisar aos amigos para que isto sirva de desculpa caso eu qualquer dia fure com alguma coisa..+D~

me perguntam: “e essa barba aew.. não tem gilete?” tenho, mas ultimamente anda guardada.
ora pois. num sei oq é.. cara.. é só uma vontade de imitar um certo poeta maldito talvez.. então.. já pensou? kakaroto só com aquele bigodão até o queixo de paulo leminski.. a la nietzsche seria uma onda.. eu realmente não sei. devo ta, sei la, fazendo lugar pros caras do los hermanos quando eles decidiram parar de jogar truco e voltar.. ou é simplesmente mais um poderoso efeito da minha insuperável preguiça.. arg.. sei lá..to vivendo mesmo à margem.
claro, isso é um tanto perigoso, mas depois que você acostuma, acostuma-se e é nessa hora que a coisa cresce.. se, por exemplo, tenho algo que devo fazer, agendado para hoje, era oq eu deveria estar fazendo.. eh.. mas não o faço.. ao invés, digo a mim mesmo: “mas eu to com vontade de fazer outa coisa, prefiro agora aquilo a isso, quão urgente é isso mermo em? não dá pa fazer uma segunda chamada talz?” e bem.. you already know.. faço aquilo e deixo o isso pa depois.. e inda suspiro a mim mesmo contente.. “ah.. eh bom viver à margem”.. hauihauihiha.. já posso até ouvir-lhes desde já.. vadio.. vagabundo.. estas são as quais sairão de suas bocas.. mas insurjo-me..vadio poha niuma.. desprezo o ócio.. não caio nele.. indolente sim..não reclamo que ando neste estado..mas sempre fazendo algo..se for pra desperdiçar a vida.. que eu assista, pois, às novelas.. busco a utilidade, mas, claro, sempre no ritmo [não é mesmo querido broder leitoso..] e vou indo.. correndo pegar meu lugar no futuro [e você?] conduzindo a vidinha mais ou menos.. no melhor modo hakuna matata que podemos lhe dar.. por isso, não reclamem de mim, não manguem deu não.. eu to sempre aq.. quem nessa conquista do forro num sabe meu endereço?.. ah sim.. tudo bem.. meu celular está ainda bloqueado pela micareta.. e esqueci de pendurar um aviso: não está nem recebendo.. por isso que não respondi àquelas mensagens suas, nem às suas, nem às suas.. ah.. me desculpem.. eh que vcs sabem.. vivendo à margem.
um dia volto à singeleza. e retorno a condição de cidadão comum.

e às vias..., não é mesmo? okok.. depois de tantas requisições, algumas dezenas de queixas e xingamentos, só faltou mesmo uma petição formal.. posto agora os célebres [pra não dizer famigerado de novo] vídeos da semana, ou melhor, dos fds.. [e não foram poucos..]

por ordem cronológica..


[hahaha..imitando o groisman..muito bom a cara da galera numa pose interminável pra tirar a foto; e c fala a escuridão tb..]
não lud.. não vou esquecer.. como poderia deixar de tecer minhas humildes congratulações, mesmo que de novo, à você, tão pra sempre minha amiga, e a quem quero muito bem.. espero que em tua vida sejas feliz o máximo que puderes..feliz dia 25 de maio! {e tava bom o yakissoba han.. eita vicio}


kkkkkkkkkkkk.. a resenha da resenha aew.. poções, festa do divino, sexta-feira.. mieu dieus do cieu.. num deu pa ver.. mas no inicio o povo ta nessa roda ai doidos gritando não por causa de lordão.. tavam é fazendo rodinha pa duas mulé que se atracavam ali no meio da multidão.. foi puxão de cabelo até não poder mais.. uahauihaih.. muito bom esse dia..graças a jah chegamos [e voltamos] inteiros.. bem, não sei se posso dizer o mesmo de meus três broders que morgaram, inda assim, abraço gegelis, glauber e junão [kd o livro, junão?rs] e xero com especialidade a tai tai e cíntia..
[aos que estavam na gandaia..caso se perguntem kd o resto do vídeo. eu cortei e editei. lógico neh fio..=]


num poço deixar de divulgar um poko o teatro alternativo conquistense neh.. [anoto que o vídeo ficou péssimo,mas inda vale a intenção] no sábado assistimos à peça “www.o menino que entrou dentro do computador.com.br”.. cara, não vou mentir..foi ateh massinha..deu pa da umas risadas com a dona nonoca..recomendo. agradeço a renatinho e vv que me levam nessas paradas..e o philos ab café em meu povo.. quando marcaremos? minha situação é a seguinte: vou inda amanha na casa de renatólios vê se ele terminou a leitura pa eu tomar-lhe o sartre.


ê lelê.. esse vídeo aew eh a viadage. dois viado dançando arrocha e inda ao som de rei da pisadinha.. eita começo de domingo.. e pa escatolar.. entra dps um bebo na cena pa se juntar aos gays.. mas eh de boa.. :D.. é aí que a resenha come no centro.. façamos, pois, beber agora!


sapiranga! na uesb.. salvo o engano na quinta.. no mesmo dia do pronto socorro..q terminei a noite inda jogando sinuca na rinha.. o enfermo mais sem noção da bahia.. claro que os dias que se sucederam a isso foram só cama..predestinados a assim serem.. esse vídeo é escuridão total..nem aq eu consegui ver direito, mas para que saibam..nos primeiros [e ultimos] segundos, esse de barba inconfundível eh ninguém menos que felipe mad.. e sapiranga, tb..quase que não da pa ver em.. mas, de novo, para fins de divulgação.. achei importante reservar o espaço. noite agradável.


el gran finale.. segunda-feira enferma de manha boa eh assim.. a gente dorme ruim a noite toda, mas quando é de manha, é acordado por um amigo camará invadindo o quarto, nos xingando de vagabundo e violando logo uma supra “quem foi naninha?” pra num ter jeito mermo de num fazer levantar..

ave-césar.. é isso.isso,isso. como não me canso de todo esse colírio alucinógeno e mando esse blog pros ares não tenho idéia.. ô coisa perniciosa..
e com esse trem intenso de viver à margem, camará, acho que o projeto kakaroto´s public life vai acabar indo pro saco.. internet consome tanto tempo pa fazer qualquer besteirinha.. que, ansiando por ainda mais tranqüilidade, às vezes recordo-me jubiloso dos tempos em que não tinha orkut.. mas pacifiquem-se.. não é pa tanto.. parar coisa na metade eh que naum vou.. entrando no ar..fica no ar.. atualizar é que é outra história..hahahaha.. diga lá meu novo e tão já a mingua site.. melhores filmes by kakaroto.. cujo momento aproveito para apregoar: visitem: melhoresfilmes.cjb.net

até, caros.. até que cessem as mandriíces.. e que prospere o alento para estudos mais interessantes que tanto almejo um dia endereçar a estes posts..

xero [e com razão perguntaram..”xero, kakaroto. mas tem cheiro de que?”]

segunda-feira, 21 de maio de 2007

o domingo do escolar


kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkroto

!! siga o escolar !!

churrasco casa jonnys niver cintia
Colocado por gleysonkakaroto

feliz niver cintia!.. tudo de bom!
xero especial: glaubééér,marcão,taína,cintia e silvia..tao no coracao viu galerinha +D~
[quer beber..vamo fazer beber agora]


Geo.fumando
Colocado por gleysonkakaroto

rsrsrsrsrsrs.. gegeo fumando [tentando] no med shote...hauhaahuihai..foi muito resenha.. [mieu dieus do cieu ..alguem faz o favor de ensinar esse minino!..]

é só.

preguiça hj tah imensa.

o projeto 'kakaroto´s public life´ tah se desenvolvendo, so falta o site-sede.. daquiunsdias ta no ar.

ê lelê..

[na ocorrencia de qualquer violação a imagem pesoal não hesite em impetrar com a ação adequada.]

domingo, 13 de maio de 2007

E.. o que é o amor mesmo?

[ah..vá se fuder filhinho.. ê lelê..foi só vontade de dizer isso, mais nada.. acaba sendo mais um motivo pra me chamarem de “frustrado”, bom.. quando me disseram isso eu concordei, e continuo (a concordar), todavia, cessarei. afinal, a vida já é frustrante por si só, num vale a pena frustrar-se.]

isso num era nem sobre isto.. phoda como acaba a conversa ficando desfiada.. um tera de coisas acontecendo e o mesmo numero de ligações se fazendo no cérebro.. haja coração pra dar conta..

depois das escusadas divagações {mas, afinal, pra que serve o brog
zim..} àààààao que em mente tinha:

20 repostas para “e.. o que é o amor mesmo em?”:

agradeço a bruna, autora do tópico “amor...” da comunidade orkutiana ”nonsense”, quem não conheço, mas revelo ser grande admirador – umas das poucas real nonsense que restou na comu – e a quem devo a inspiração.

¹










amor eh querer estar preso por vontade.
amor é o que nos faz querer ser melhor.
amor eh a palavra q se usa quando se quer comer uma menina.
amor é o espinho que não se vê na flor. [vinicius]
love is tragedy.
o amor não se explica, simplesmente porque não tem porquê.
o amor é o remédio de todos os males irremediáveis.
amor é o que tem no final da toca do coelho branco.
o amor é um homicida de dolo eventual.
o amor proporciona 10 minutos de felicidade pra cada 10 dias de sofrimento.
amor é aquilo que a gente finge ter por deus, acredita ter pelos outros, mas só tem por nós mesmos [e as vezes nem isso].
amor é love em inglês.
amor é uma conspiração do cinema americano.

respostas selecionadas – thebestof dos meu queridos colegas da nonsense:

o amor é um bichinho que rói o coração da gente.
o amor é fogo que arde sem se ver, é pentear-se e não ter pente, é morder sem ter dentes, amor fode tudo, literalmente.
amor é quando o dono da comunidade sacrifica a bruna pra ressuscitar o nonsense. {infeliz colocação}
amor é roma ao contrário.
amor só enche barriga por nove meses.
amor é uma inveção da rede globo pra pobre ser feliz {ou pelo menos, achar que é}.
amor é um saco..bem peludo!!

por favor, quero mais respostas quanto a questão: comente ou gleysonkakaroto@yahoo.com.br

um dia publicarei: a teoria do amor baseada na música brasileira.

enunciados desconexos
olhe..ficar tratando bem que lhe trata mal velho...poha.. vá se fuder velho.. repensei essa pratica minha.. pratica estúpida.. fazer o bem e gastar seu tempo com neguinho que num lhe faz o bem.. poha velho..vá se fuder.. a verdade é que se está perdendo tempo quando poderia usar esse pra fazer bem a neguinho que realmente espera e merece algo de você..por isso, tá repensado e concluso..ação focada doravante. se fuder o resto. ê lelê..

questões desconexas [mas nem tanto]
alguém sabe porque o youtube tá off já faz vários dias? em 2057 tudo na web será do google? alguém quer inventar a web2 comigo? que tal uma region wild web?

só isso, aliás, quase. não hei de dispensar uma boa foto:

tal está pré-dizido no orkut; taí..o exemplo do manancial de onde bebe meu alento

claro, sempre. viva caymmi! “adalgisa mandou dizer que a bahia tá viva ainda lá que a bahia tá viva ainda lá que a bahia tá viva ainda lá com a graça de deus ainda lá que a bahia tá viva ainda lá que a bahia tá viva ainda lá que nada mudou inda lá que a bahia tá viva ainda lá que a bahia tá viva ainda lá que a bahia tá viva ainda lá” !!!!

nunca vi tanta incongruência.. prometo inda fazer um post sem.. right right right..

_______________________
¹ waterhouse, john willian. echo and narcissus. oil on canvas.

quarta-feira, 18 de abril de 2007

Irreversível (Irréversible) / única realidade

quero falar do filme que assisti essa semana [na verdade foi semana passada, ou retrasada, ah..mas quem liga? to com a memória toda embaralhada..devo ter pegado o mal de leitinho]..
o nome é Irreversível, originalmente "Irréversible"..falado assim como se escreve, porque é um filme francês, não tenho com isso o intuito de agora fazer minhas inacabáveis e incabíveis críticas destrutíveis aos movies da culinária hollywoodiana {da qual não gosto}, tampouco tecer memoráveis elogios ao cinema europeu {do qual tb não gosto}, especialmente por ser francês [procuro sempre os alemães, pretam mais], pois dos poucos filmes franceses que conheço estão um que assisti antes desse só porque o título me fez lembrar de minha sobrinha favorita, vv, do qual não gostei muito [a dupla vida de verônica], e o singular Band à parte {ok..esse é massa}, o qual tb só assisti porque soube que ele serviu como uma das inspirações de Tarantino pra fazer Pulp fiction, e não porque é uma das obras-primas considerada obrigatória de Godard {indasim..recomendo}.
enfim, dirigido por Gaspar Noé, e com Monica Bellucci, a inesquecível Malena.. quem não se lembra de Malena em.. deve ter passado na globo quando eu tinha uns 12, 13 anos.. os guri lutando pa ver a mulher passar na rua.. rsrs.. propositado.

bem, história: um estupro e uma correria do namorado e do ex-namorado para a vingança. me surpreendo de tá contando desse filme aq agora, porque no começo dele tava odiando-o, pensei até em desistir de ver, filme bruto da porra!.. além de complicado no início, mas aí que fica interessante, pois apesar de você já saber como termina a história logo no começo, desperta uma curiosidade de saber dos eventos que sucederam àquela cena que você pensa que é a mais violenta [o cara esmaga o rosto do cara com umas 30 pancadas usando o extintor de incêndio]. a cena do estupro acontece sem cortes, faz você se contorcer na poltrona e querer avançar..não é muito agradável mesmo..mas bom..o filme é violento! o desnorteador, a priori, é que a narrativa se dá de trás pra frente [até os créditos só aparecem no início]..a gente até estranha, acostumados ao bom e velho enlatado estadunidense, mas o legal é que depois da violência toda você quer mesmo é conhecer os personagens mais ao fundo, que antes, só conhecera na hora do caos..e é isso mesmo que o filme vai proporcionando.. a calmaria vai te confortando e dá, então, até pa entender porque o gaspar noé preferiu contar a história as avessas. é isso.

Irreversível (Irréversible) / Gaspar Noé (dir) / Drama / França / 2001.

parabéns a renato, que leu o post anterior todo..admiro sua coragem meu amigo e contento-me..boto fé em meus broder por isso, mas confesso-lhe que o blog é na verdade feito para humanos como bruninha, que não lêem o post todo e indasim tb sabem oq dizer {carinhosas saudações, maninha}.. não sei o que é, acho que só fico satisfeito pa acabar o texto quando o noto impossível de ser relido por mim, ou mesmo lido completamente pelas pessoas.. esse desejo inconsciente [e inconseqüente] de querer sempre o post mais longo..ó paí ó, em discordância pararei com esse parágrafo.

como fiquei satisfeito com a aprovação renatórica de minha homenagem a caymmi por meio de minha futura prole.. aludo, mais uma vez, ao bom e velho poeta da baianidade [entre tantas outras coisas].. brindemos: “a noite que ele não veio foi.. foi de tristeza pra mim.. saveiro voltou sozinho.. triste noite foi pra mim.. saveiro partiu de noite foi.. madrugada não voltou.. o marinheiro bonito sereia do mar levou.. é doce morrer no mar.. nas ondas verdes do mar” eita.... viva! e viva caymmi! use dorival caymmi, como diz chico.
just one more thing and we´re done:

única realidade

que tempo é esse que destrói tudo?
corrói trabalho e conserva solidão
ainda assim, divino humano
tens vida, acreditas n´alma
e sentes o coração

é enfadonho o teu destino,
e teu espírito, ingênuo e vago;
teme o fim da existência
como se sobreviesse ao acaso

mas não esqueça desta vida
que mesmo não valendo a pena,
não tem por si a pena valida

com elocuções não percais mais tempo
ele fará acudir e cortar, todo teu afã...contento

é esse, tempo, que destrói tudo!

..poema inspirado nos aforismos de schopenhauer sobre o presente.. o título foi acolhido da máxima citada no post anterior..

tenham sempre bons dias.
adeus.

sábado, 31 de março de 2007

rasta x schopenhauer

just to inform: i act now this way because you are dead to me.
buemba.. kakaroto urgente: àqueles que amiúde me questionam cadê o celular e reclamam que ligam ligam e não mais me encontram.. peço a todos que tenham a velha paciência do rastaman.. que passados esses 3 meses sem comunicação celulósica.. estou quase desistindo de continuar com essa vida regrada de paz e tranqüilidade sem aqueles inconvenientes bipes a todo momento e voltar a carregar o bom e velho gps, pelo qual todos podem saber onde se encontra kakaroto, do lado, ok? coming soon. no mais: vamos às velhas e intermináveis elocuções, que afinal, é pra isso mesmo que serve o blog, antes de tudo.

“a maior sabedoria é ter o presente como objeto maior da vida, pois ele é a única realidade, tudo o mais é imaginação. mas poderíamos também considerar isso nossa maior maluquice, pois aquilo que existe só por um instante e some como sonho não merece um esforço sério.”
assim disse Arthur Schopenhauer, filósofo alemão do século XIX conhecido mais pelo seu pessimismo, cujo pensamento eu possuo grande apreço.
Se alguém notou no novo “quem sou eu” no meu perfil do orkut, deve já estar sabendo que tenho andando meio irresoluto. na verdade não é nem bem essa a palavra, pois nem sei se há realmente algo a se resolver.. digo isso pensando quanto ao fato de minha vida ter-se sempre conduzida seguindo certas filosofias, os meios que eu julgava mais corretos de se proceder essa alucinação da vida.. e eu seguia (ou, ao menos, tentava) como um positivista e suas regras a todas as minhas concepções filosóficas, religiosas etc (se se puder chamar isso que eu tenho de religião)..
Mas agora me deparo com uma situação um tanto quanto pitoresca (acabando enfim com meu preconceito com o povo que faz uso dessa palavra).. o caso é que me embato num momento em que tenho apreço por duas filosofias totalmente distintas.. e garanto que no máximo deve haver aqueles que estão a par de uma das duas (excetuando alguns poucos)..como não é, há muito, segredo pra ninguém..são elas: a filosofia rastafari – raiz, marcus garvey e positividade – e a filosofia dum dos maiores de nossa época, schopenhauer – desapego a tudo e a todos + budismo e pensamento hindu.

aqueles que recordam de meus devaneios, hão de lembrar que sempre tive gosto pela mitologia hinduísta, e os mais chegados também hão de concordar que Jah rastafari ficou conhecido por mim e desde então o exaltei como o senhor dos senhores, rei dos reis de todos os reinos, leão conquistador da tribo de judah.. ao passo que desde minha formação no começo do ensino médio pronunciei schopenhauer e nietzsche como os meus favoritos dessa área.
Depois de ter direcionado meu rumo de uns anos pra cá almejando seguir os ensinamentos de paz, firmeza, positividade, alegria mesmo nos momentos temerários, perseverança e tudo mais, passados pelo bom rastafarinismo, o qual considero ser a melhor mensagem em termos de valor já posta pelo ser humano; comecei a aprofundar-me no outro tipo de ensinamento, o qual já possuía boas vistas.. integrei-me do conhecimento de que a vida é dor em sua essência e que as paixões são vícios que factualmente existem para nos perturbar, assim devemos nos afastar dos apegos e nos concentrar dentro de nós mesmos, achar aí a força, como revela krishna a arjuna no bhagavad gita, ou como diz o já citado filósofo “Quanto mais se tem dentro de si, menos se quer dos outros”, e foi assim, estimando e periciando o modo introspectivo como schopenhauer aconselhava dirigir a vida e o sistema budista em geral é que tive nova visão da realidade e me foi subvertido os lemas em minha cabeça, sem eu ter me preocupado com isso quando aprendia essas novas concepções, pois àquele tempo considero que foi-me de muita utilidade.

por seguimento, a nostalgia dos velhos tempos em que eu primava a positividade chegou, e especulei se a efetivação daquela filosofia como maneira de conduzir minha vida fora pouca porque eu simplesmente não consegui exerce-la direito, como um bom rastaman.. e conclui que era realmente verdade, muitas vezes me faltou aquela boa paciência, da qual sempre orgulhei-me em cultivar.. ora especulei se tal filosofia não seria um tanto sensível a umas certas ondas monstruosas que chegam em nossas vidas, ou se não seria eu mesmo o despreparado para segui-la como se deve, e assim.. optei por reaprecia-la e quem sabe ser um homem melhor e ter uma vida melhor novamente baseando-me nela; mas, como ficaria o meu outro apreço.........

um dia, então, parei para perceber o confronto das duas filosofias as quais eu tinha como mais lógicas, corretas, boas de se embasar para atravessar a vida, e aí a surpresa que aquela altura já não era tão surpreendente.. “mas são totalmente antagônicas, uma necessariamente contradiz a outra” eu disse, minha surpresa se deu mais pela questão: como acreditar em uma, se evidencio que a outra também tem especial probabilidade de ser verdadeira? que confusão! depois de penar tanto, analisando religiões, aforismos e pensamentos, filtrar, para poder chegar a uma que fosse perfeita, me sobram justamente duas empatadas que são inteiramente opostas. e daí veio minha irresolução. daí meu dualismo de hoje, pois desde então acho que tenho seguido a cada uma quando me convém ou mesmo quando a vontade pende para aquele ou outro lado.
apenas sei que diante disso minha irresolução só que aumentou, pois nem sei agora se deve haver mesmo uma verdade, ou se devemos mesmo seguir um só caminho na vida, se há uma forma de conduta que contemplará todos os diversos conflitos e problemas que enfrentarei. ou se é ilegítimo que eu estabeleça minhas diretrizes por conhecimentos tão diferentes.. ou se devo mesmo continuar flutuando como bem entender na oscilação extravagante da vida, como d´outra vez narrei.
só sei que é isso, tudo acaba ficando mesmo no ar, tudo acaba em pizza, e a única filosofia que parece sobreviver a isso tudo e que realmente nunca sucumbirá é a boa e velha filosofia que-se-foda.. que se foda tudo.. que se foda o palavratório, a vida é mesmo pra ser fodida. (acho que nisso as duas filosofias enfim concordariam..)

só pro post não ficar só num plano e pra dar uma cor ao novo branco: [ah sim, c fala a nova decoração do blog em..de preto para branco é uma mudança simplista assim como é uma total revolução, dispensarei hj o velho e conhecido preto, afinal não estou mais tão taciturno, minha fase gótica já não está tão presente, e, pra variar mesmo..] eis umas fotos recentes:

o kome água foi de fuder..obrigado a todos que o prestigiaram, a todos que subiram no puff pra rebolar o arrocha.. a todos que perderam a aula para embebedarmo-nos juntos.. a marcone que venceu sucessivas vezes nosso saldoso elisio jr. no dominó.. aos que chegaram depois das 10 horas.. ao suor de minhas BFFs que me presenteou com uma drops [gostei demais].. a tudo e a todos.. aqueles que me parabenizaram e os que se esqueceram da fatídica data.. à família.. aos amigos broders.. aos amores, passados, presentes e futuros.. enfim, a tudo que presta nessa vida.
(quanto aos videos desse meu povo arrocheiro, quando conseguir convertê-los e a preguiça me deixar boto no youtube pa vcs..)

u.c: um dia ainda opto por acabar com as previsibilidades desse blog..são muitas as previsibilidades..próximo post se eu não tiver com preguiça [pecado que está praticamente mandando na minha vida agora] não terá nada disso, nem buemba, nem colírio [tudo plagiado tb], nem u.c nem q.e nem porra niuma..afinal, oq esperar de um u.c agora?..: viva caimmy!?.. claro.. e viva mesmo! o bom e velho dorival.. eita.. viva e salve sempre!
dora, rainha do frevo e do maracatu
dora, rainha cafuza de um maracatu
..viva caimmy! e o nome de minha filha vai ser dora. dora..dorinha..eita..está registrado. agora só é preciso fazer logo uma. [mas minha tia vava quer botar na minha cabeça que eu sou inda muito novo]..hhahaha..dorinha, my sweetheart, é o pai.
ô dora, rainha do frevo e do maracatu
ninguém requebra, nem dança, melhor do que tu
..e quando alguém perguntar-me o porquê do nome eu só direi: viva caymmi!..
ê lelê..

segunda-feira, 22 de janeiro de 2007

regresso

não sei nem como começar isso.. até com medo estou agora.. logo eu, que me sentia tão confortável em escrever aq, hj me sinto como lionel luthor, abandonando sua prole, sua criação.
começarei então pelos registros, como de costume: oh god! ultimo post: 1 de outubro, isso faz 3 meses e meio..mas o mais assustador: último post real: 23 de janeiro!.. nem acreditei quando vi, amanha faria um ano com o blog entregue às teias da solidão, por um ano inteiro eu não dei nenhum motivo razoável para que este, que costumava ser meu diário virtual preferido e único, fosse acessado, nem pelo seu próprio criador. e não pensem que esperei de propósito esta data chegar para q o ciclo de um ano se completasse e eu preenchesse um pouco o meu perfeccionismo em coisas tolas, eu posto hj, é verdade, mas há 3 dias que realmente iniciei este texto. (acontece q mudei este parágrafo agora)

o mais impressionante nisso tudo é a incrível coincidência desta fase de total abandono e não postamento, nem sequer escrevimento, suceder ao mesmo tempo de uma outra fase, digamos assim, peculiar, da vida deste q vos fala, ou que vós ledes. falta de inspiração? demasiadamente ocupado? terão q me perdoar, mas não refletirei muito nessa questão, não por falta de interesse, acho q apenas.. indulgência, fica posta apenas a curiosidade.

chega de introduções, quero saber de tudo, tell me everything.. como andaram (ou andou)? oq têm feito? como está a vida? oq eu perdi? na verdade, tenho esta sensação de que perdi muito, mas prefiro mesmo não saber oq. bom, há muito q planejava escrever aq, faltou registrar tanta coisa, o ano de 2006 passou e agora fica parecendo como se tivesse passado em branco, enquanto, na verdade, foi um ano bem importante, a era dos extremos, com poria hobsbawm, um ano louco, de insanidades, de falta de noção de perigo, de crescimento, de realizações, de arrependimentos, de felicidade além do q percebemos no momento em q a vivenciamos, e de tristeza tão extremada quanto. ano em q aprendi muito, conheci até demais, e aprendi até demais, ou de um jeito bem escroto. ano foda de entender e de esquecer, mas q com certeza serviu pa muita coisa. o ano em que finalmente entrei para o serviço público. e tb, época essa em q pela primeira vez me senti um homem cansado, q pode entender o bordão de jaiminho “quero evitar a fadiga”.. quando teve o dia em q me flagrei no meio da madrugada com os olhos baixando à meia página de paulo leminski (mentira, era mesmo harry potter), mas o fato é q – lembro-me bem – levantei, peguei a calculadora e numa conta q me surpreendeu pra caraio, mas q não pareceu interessar muito à minha família, obtive o incrível resultado 0. 0 de horas disponíveis para mim na segunda a sexta, a não ser pelo sono, ou seja, todas as horas acordado comprometidas todas elas com o trabalho ou com a escola. daí em diante só esperei o inevitável.. e vcs ficarão felizes em saber q não sou mais um empregado ecetista, dei adeus a minha vida de peão em planaltingas, e vou torcer para q o psdb no próximo governo privatize mesmo os correios.. i don´t give a shit.. bom, quanto ao resto, quanto aos outros âmbitos da vida kakarótica, vou muito bem obrigado, melhor do que desejaria, e outros comentários, sorry people, seriam terminantemente contra algumas certas promessas minhas do passado, e saibam vcs q vejo com muitos bons olhos a idéia de valorizar minha palavra.

então é isso, estou feliz por estar de volta, enfim, o blog renasce.. pergunto-me se seu autor não está mudado demais, se não acham q estão faltando coisas.. (hum..apenas desculpas para não esquecer os velhos clichês, acho q o colírio alucinógeno deve ter ficado mais escasso, não?) ................................................. <)...............to the hell! buemba!! buemba!!...macaco kakaroto urgente..

hehe..espero voltar em breve.. i really missed you.. but don´t come with any gay shit. eh isso. legalize marijuana. fodam e amem muito. e viva o nonsense. xero.


ps:
abraço a todos esses doidos que me acompanham nessa época da minha vida, peculiarmente a mais alocoólica de todas, muita satisfação estar com vcs e sobrevievendo com vcs em todas essas aguas duras..xero..meusfios..


ei.. e abraço especial pro meu broder bolinha [rafael, pa quem num eh da época] que está nos deixando.. indo morar no rio..sad, but understandble.. passou no vestibular de medicina! boto fé! parabens nego e boa sorte proce..espero q num futuro proximo, quando vc for um renomado médico proctologista e eu um auxiliar de advogado de porta de cadeia de um dos escritorios ali da alameda ramiro guerra q não consegue passar no exame de ordem e vive bebado imaginando q inda exista um lugar chamado costinhas, agente ainda se encontre pa cumer uma agua.