sábado, 8 de novembro de 2008

Sunset*

The sun goes down on my mind
And gardens of beauty I see
How could I wish not to be
Between flowers of a rose girl eyes

The children out of me
Are the baby out to mine
As the love of all things
Is the lack inside my life

* Esse poema era pra ser um poema alegre, contente e saltitante, e terminou sendo um daqueles a que chamam melancólico.. também ia ser sobre um assunto insosso – bonitas paisagens imaginativas – acabou como uma síntese dos, digamos assim, feelings of myself. Enfim, isso é isso e nunca fui aquilo. Sim, sim.. “quem é mais sentimental que eu?” Blá blá blá..